fbpx

Sempre Um Papo recebe a pneumologista Margareth Dalcolmo

15 de maio de 2022

Margareth Dalcolmo (Foto: Divulgação Editora Bazar do Tempo)

O Sempre Um Papo recebe a pneumologista e pesquisadora da Fiocruz Margareth Dalcolmo, para o debate e o lançamento do livro “Um Tempo Para Não Esquecer  – A Visão da Ciência no Enfrentamento da Pandemia do Coronavírus e o Futuro da Saúde” (Ed. Bazar do Tempo). O evento será presencial, com entrada gratuita, no dia 24 de maio, terça-feira, às 19h30, no auditório da Cemig – Avenida Barbacena, 1200, Santo Agostinho.

O Sempre Um Papo é viabilizado com o patrocínio o Instituto Cultural Vale, Usiminas e Cemig, com o apoio do Mater Dei, por meio da Lei Federal de  Incentivo à Cultura da Secretaria Especial da Cultura, do Ministério do Turismo.

Um Tempo Para Não Esquecer  – A Visão da Ciência no Enfrentamento da Pandemia do Coronavírus e o Futuro da Saúde, esperado livro da pneumologista e pesquisadora da Fiocruz Margareth Dalcolmo, que se tornou referência nacional durante a pandemia, está disponível nas livrarias de todo o país, editado pela Bazar do Tempo. Desde o início das contaminações pelo novo coronavírus, Margareth Dalcolmo acompanhou de perto, como médica e pesquisadora especializada, as repercussões clínicas, os efeitos sociais e os esforços da comunidade científica para encontrar vacinas capazes de conter a vertiginosa propagação da Covid-19. Tornou-se referência nacional ao comentar na grande imprensa, com segurança, lucidez e empatia, os desafios e desdobramentos da pandemia que mudou o curso do planeta. Assim, os artigos reunidos no livro, escritos semanalmente para o jornal O Globo, constituem uma espécie de diário que documenta no calor e estupor dos acontecimentos a visão da ciência em sua essencial missão humanista. Faz com isso história – de um tempo para não esquecer.

“Ao aliar qualidade literária à generosidade de divulgar conhecimentos científicos de forma acessível, o conjunto de artigos reunidos nesta obra testemunham que a medicina pode ser, ao mesmo tempo, arte de cuidar e compromisso com o bem-estar coletivo. Com sua defesa clara e eloquente do recurso às melhores evidências científicas para a definição de políticas públicas capazes de fazer o país superar a grave crise sanitária, social e humanitária causada pela pandemia, a autora nos convida a trilhar caminhos de renovação de um projeto generoso para o futuro da saúde e da sociedade.” – Nísia Trindade Lima, Presidente da Fiocruz.

Margareth Dalcolmo é pneumologista e pesquisadora da Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP), unidade da Fiocruz no Rio de Janeiro. Dalcolmo nasceu no interior do Espírito Santo no seio de uma família de descendentes de imigrantes italianos. Quando tinha apenas dois anos de idade, sua família mudou-se para o Rio de Janeiro onde cresceu. Quando criança gostaria de ser diplomata, porém aos dezessete anos resolveu entrar para o curso de medicina. Formou-se em 1978 em medicina pela Escola Superior de Ciências da Santa Casa de Misericórdia de Vitória (EMESCAM). Realizou sua residência médica em pneumologia na Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Após uma ampla formação de especializações em 1999, Dalcomo recebeu seu doutoramento na Escola Paulista de Medicina, vinculada a Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), com a tese “Regime de curta duração, intermitente e parcialmente supervisionado, como estratégia de redução do abandono no tratamento da tuberculose no Brasil”. Desde 2002, é professora adjunta da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio).[6] Atua também como pesquisadora na Fiocruz. Estudiosa da tuberculose, foi uma das pioneiras na luta contra o tabagismo no país. É autora de capítulos de livros médicos, e de dezenas de trabalhos publicados em revistas nacionais e internacionais.

Sempre um Papo 36 anos

Criado em 1986, pelo jornalista Afonso Borges, o “Sempre Um Papo” é reconhecido como um dos programas culturais de maior credibilidade do país. O projeto realiza encontros entre grandes nomes da literatura e personalidades nacionais e internacionais com o público, ao vivo, em auditórios e teatros.

Em sua história, já ultrapassou os limites de Belo Horizonte e chegou a 30 cidades, em oito estados do país, tendo sido realizado também em Madri, na Espanha. Em 35 anos de trabalho, aconteceram mais de 7 mil eventos, que reuniram um público superior a 2 milhões de pessoas.

Serviço:

Sempre Um Papo recebe Margareth Dalcolmo

Dia 24 de maio, terça-feira, às 19h30, no auditório da Cemig – Avenida Barbacena, 1200, Santo Agostinho.

Informações: www.sempreumpapo.com.br

Informações para a imprensa:

Jozane Faleiro – jozane@sempreumpapo.com.br / 31 992046367

[fbcomments]