fbpx

Leonardo Boff participa do Sempre Um Papo presencialmente para debater o tema “A energia do amor”

22 de julho de 2022

Leonardo Boff é o convidado do projeto no dia 4 de agosto (Foto: Divulgação)

O teólogo, filósofo e escritor Leonardo Boff participa do Sempre Um Papo em Belo Horizonte para falar, sob a mediação do jornalista Afonso Borges, sobre o tema “A energia do amor”. Depois do bate-papo, o autor participa ainda de uma sessão de autógrafos dos seus livros. O evento, gratuito e aberto ao público, ocorre no dia 4 de agosto, quinta-feira, às 19h30.

Além de debater “A energia do amor”, Leonardo Boff lança, durante o Sempre Um Papo, quatro de seus mais recentes livros. São eles: “Covid-19: A Mãe Terra contra-ataca a Humanidade”; “O doloroso parto da Mãe Terra: Uma sociedade de fraternidade sem fronteiras e de amizade social”; “Habitar a Terra: Qual o caminho para a fraternidade universal?” e “O pescador ambicioso e o peixe encantado: a busca da justa medida”, todos publicados pela Editora Vozes.

A energia do amor

Falar sobre o amor – e com amor – é uma notável necessidade nos dias de hoje, em que a sociedade é acometida por fenômenos como a polarização, a intolerância e os discursos de ódio nas redes sociais. Por esse motivo, o Sempre Um Papo com Leonardo Boff pauta a temática “A energia do amor”. A ideia é debater o amor não apenas como um sentimento, mas, nas palavras do autor, como “uma força cósmica transformadora”. Confira a seguir o que o Leonardo Boff escreveu para introduzir o tema da conversa:

“O amor não é apenas o sentimento mais profundo do ser humano para com alguém. Ele está presente no cosmos, como dizia Dante Alighieri na Divina Comédia, no final de cada cântico: ”o amor que move o céu e todas as estrelas”. E eu diria: e também nossos corações.

Os que decodificaram o código genético verificaram: ‘o amor pertence ao DNA do ser humano’. Em outras palavras, o amor pertence à essência humana. Mas o amor não basta. Ele deve vir acompanhado com as virtudes que São Paulo descreve em sua Carta aos Coríntios: ‘o amor tem que ser paciente, não pode ser invejoso, nem interesseiro, nem rancoroso, tudo desculpa, tudo crê, tudo espera, tudo tolera’. Então o amor é mais que um sentimento, é um laço que tudo liga. Quem tem o amor, tem tudo, porque Deus é amor”.

Leonardo Boff nasceu em Concórdia, Santa Catarina, em 1938. Ele é autor de mais de 60 livros nas áreas de Teologia, Espiritualidade, Filosofia, Antropologia e Mística, traduzidos para diversos idiomas. Doutor em Teologia e Filosofia pela Universidade de Munique, na Alemanha, Boff também atuou como professor por mais de duas décadas, lecionando disciplinas como Teologia Sistemática e Ecumênica e Teologia e Espiritualidade em universidades do Brasil e exterior.

Em 1959, Boff ingressou na Ordem dos Frades Menores, franciscanos. Anos mais tarde, na década de 1980, em razão de suas teses ligadas à Teologia da Libertação apresentadas no livro “Igreja: Carisma e Poder”, ele foi condenado a um ano de “silêncio obsequioso” e deposto de suas funções editoriais e de magistério no campo religioso. Em 1992, renunciou às suas atividades de padre e se autopromoveu ao estado leigo.

Boff sempre defendeu os Direitos Humanos, tendo ajudado a formular uma nova perspectiva sobre eles a partir da América Latina, com o “Direitos à Vida e aos meios de mantê-la com dignidade”. Atualmente, permanece sendo um teólogo da libertação e participa como conferencista nos mais diversos auditórios do Brasil e do exterior, além de assessor de movimentos sociais de cunho popular libertador, como o Movimento dos Sem Terra (MST) e as comunidades eclesiais de base (CEB’s), entre outros. Acompanhe Leonardo Boff em seu site e redes sociais: Twitter, Instagram e Facebook.

Sempre um Papo – 36 anos

Criado em 1986, pelo jornalista Afonso Borges, o Sempre Um Papo é reconhecido como um dos programas culturais de maior credibilidade do país. O projeto realiza encontros entre importantes nomes da literatura e personalidades nacionais e internacionais com o público, ao vivo, em auditórios e teatros.

Em sua história, já ultrapassou os limites de Belo Horizonte e chegou a 30 cidades, em oito estados do país, tendo sido realizado também em Madri, na Espanha. Em 35 anos de trabalho, aconteceram mais de 7 mil eventos, que reuniram um público superior a dois milhões de pessoas.

O Sempre Um Papo é viabilizado com o patrocínio o Instituto Cultural Vale, Usiminas e Cemig, com o apoio do Mater Dei, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura da Secretaria Especial da Cultura, do Ministério do Turismo.

Serviço:

Debate e sessão de autógrafos com Leonardo Boff no Sempre Um Papo

Dia 4 de agosto, quinta-feira, às 19h30

Local: Auditório da Cemig (Av. Barbacena, 1200 – Santo Agostinho/BH),

Informações: www.sempreumpapo.com.br

Informações para a imprensa:

Jozane Faleiro – jozane@sempreumpapo.com.br / 31 992046367

[fbcomments]