fbpx

Agualusa nos 35 anos do Sempre Um Papo

1 de março de 2021

O Sempre Um Papo abre a programação de 2021, ano que comemora 35 anos de realização ininterrupta, realizando uma série de encontros com respeitados autores da atualidade. No dia 9 de março, terça-feira, às 18h, o convidado é o angolano José Eduardo Agualusa, que fala sobre o seu mais recente livro  “Os Vivos e os Outros” (Tusquets). O encontro tem transmissão  gratuita pelos canais virtuais do projeto Youtube, Instagram e Facebook. A conversa será mediada por Afonso Borges, curador e idealizador do projeto.

O Sempre Um Papo é viabilizado com o patrocínio do Itaú, Rede Mater Dei e Usiminas, com recursos da Lei Federal de Incentivo à Cultura, da Secretaria Especial da Cultura do Ministério do turismo. 

“Os Vivos e os Outros” (Tusquets)

“Os Vivos e os Outros (Tusquets) é um romance sobre a natureza da vida e do tempo, e o extraordinário poder da imaginação e da palavra, que tudo criam e tudo regeneram. No livro, um festival literário na ilha de Moçambique reúne três dezenas de escritores africanos que, na sequência de uma violentíssima tempestade no continente (e de um evento muito mais trágico, que só no fim se revela), permanecem totalmente isolados, sem ligação com o resto do planeta, durante sete dias. Uma série de estranhos e misteriosos acontecimentos, colocando em causa a fronteira entre realidade e ficção, entre passado e futuro, entre a vida e a morte, inquietam os escritores e a população local: alguns dos personagens dos livros daqueles escritores parecem ter tomado vida, passeando agora pelas ruas da cidade histórica.

José Eduardo Agualusa nasceu em Huambo, Angola, em 1960. Estudou silvicultura e agronomia em Lisboa. Iniciou a carreira literária em 1988, com A conjura. Entre seus livros, traduzidos para mais de vinte idiomas, destacam-se os romances Nação crioula, O vendedor de passados (prêmio de ficção estrangeira do jornal inglês The Independent) e As mulheres do meu pai, os volumes de contos Fronteiras perdidas e Catálogo de sombras, além das peças de teatro Chovem amores na rua do Matador (com Mia Couto) e Aquela mulher. Divide seu tempo entre Luanda e Lisboa.

Serviço:

#SempreUmPapoEmCasa com José Eduardo Agualusa

Dia 9 de março, terça-feira, às 18h, evento virtual gratuito com transmissão pelo Youtube, Instagram e Facebook: @sempreumpapo

Informações: 31 22611501 – www.sempreumpapo.com.br

Informações para a imprensa: 

Jozane Faleiro – jozane@sempreumpapo.com.br – 31992046367

[fbcomments]