fbpx

Prêmio SESC 2008, um modelo para o País.

30 de julho de 2009

Acesse o áudio!!!

Ainda não recebi o livro. Não li, mas faço questão de divulgar “Mentiras do Rio”, do jornalista Sergio Leo, editado pela Record. Faço questão de divulgar porque foi o vencedor do Prêmio SESC 2008 na categoria de contos e encantou escritores de primeira linha como o nosso Luiz Vilela e Flávio Carneiro. O Prêmio SESC faz uma coisa que todos os concursos do País deviam fazer: uma co-edição com uma editora comercial. Gente, não adianta nada um autor estreante ganhar um grande prêmio, mesmo que receba uma fábula em dinheiro, se o livro não entrar em circuito comercial. Se o livro não for para as livrarias de todo o País. O que um autor precisa é de distribuição e divulgação. Um escritor precisa de reconhecimento e ser conhecido. E o nó górdio da indústria do livro, em todo o mundo, é a distribuição. Por isso o SESC-SP está de parabéns, assim como a Editora Record. E por isso, eu recomendo, sem ler, este “Mentiras do Rio”, de Sergio Leo, ganhador do Prêmio SESC 2008, que já revelou talentos como Marco Aurélio Cremasco e Eugênia Zerbini, em outras edições. E fica a dica: promotores de concursos literários de todo o País, proponham co-edições com editoras comerciais para os livros vencedores. Os leitores e os escritores, agradecem.

[fbcomments]