Sempre Um Papo encerra 2017 com 64 encontros e público de 10 mil pessoas

DSC_2889Sempre um Papo - Bob Wolfenson - CEMIG - Ph Daniel Bianchini

Sempre Um Papo encerra 2017 com 64 encontros e público de 10 mil pessoas

No ano em que celebrou seus 31 anos ininterruptos de realização, o Sempre Um Papo, fecha 2017 com números positivos. Foram 64 encontros realizados com escritores e intelectuais para lançamento de seus livros e encontro com o público. Cerca de 10 mil pessoas estiveram nos eventos, que aconteceram nas cidades de Belo Horizonte e São Paulo, e também no interior de Minas Gerais, incluindo Araxá, Sete Lagoas, Diamantina, Teófilo Otoni, Montes Claros e Três Pontas. “Tivemos mais um ano difícil para o setor cultural. No entanto, mantivemos nosso objetivo e atuamos em parceria com autores, editoras e parceiros para manter o projeto ativo”, diz Afonso Borges, idealizador do projeto.

As atividades começaram em fevereiro, com o escritor Marcelo Rubens Paiva, seguindo até dezembro. Ficção e realidade estiveram no palco do Sempre Um Papo e o público conferiu os principais lançamentos nacionais, incluindo livros de romance, biografia, poesia, conto, crônica, etc. Durante o ano, o projeto recebeu os autores Amyr Klink, Marina Bandeira, Cristovão Tezza, Sérgio Rodrigues, Zack Magiezi, Marcos Piangers, Milton Hatoum, Frei Betto, Lira Neto, Joca Terron, Silviano Santiago, Vitor Hugo, Flaira Ferro, Mario Sérgio Cortella E Marcelo Tas, Ruy Castro, Heloisao Seixas, Xico Sá, Professor Pasquale, Roberto Lima, Matheus Leitão, André Trigueiro, Fernando Gabeira, Marçal Aquino, Leonardo Boff, José Eduardo Agualusa, Ana Paula Maia, Santiago Nazarian, Fabrício Carpinejar, Marcia Tiburi, Luiz Eduardo Soares, Vladimir Safatle, Noemi Jaffe, João Anzanello Carrascoza, Fábio Cesnik, Aline Akemi, Raphael Montes, Lilia Schwarcz, Fernando Molica, Bernardo Carvalho, Carlos Herculano Lopes, Jotabê Medeiros, Professor Ricardo Fragelli, Alice Ruiz, Igor Patrick, Tania Zagury, Orlando Zaccone, José Murilo De Carvalho, Tião Rocha, Roberta Zampetti, Moacyr Góes, José Ernesto Bologna, Bob Wolfenson, Regina Navarro Lins, Fuad Noman e Chico Mendoça.

Em 2017, Afonso Borges, gestor e curador do Sempre Um Papo, acumulou reconhecimentos pelo seu trabalho à frente do projeto e como um representante do incentivo ao hábito da leitura. Além de lançar seu livro de contos “Olhos de Carvão” (Record) ovacionado pela crítica nacional; recebeu o prêmio “Bom exemplo 2017 – na categoria Cultura”; a Medalha JK e a Medalha da Inconfidência, concedidas pelo Governo de Minas Gerais a personalidades que contribuem para o desenvolvimento de Minas e do Brasil. Com uma vida toda dedicada a literatura, Afonso tem cinco livros publicados, incluindo o infantil “O Menino, o Assovio e a Encruzilhada”. É dele também a idealização e realização do Fliaraxá – Festival Literário de Araxá, que neste ano, completou seis anos e reuniu mais de 25 mil pessoas.

Informações para a imprensa:
Jozane Faleiro – jozane@sempreumpapo.com.br – 31 992046367 – 35676714

?