Nélida Piñon abre projeto “Biblioteca Sempre Um Papo – Ler Convivendo”

Na tarde de ontem, dezenas de pessoas, entre autoridades, escritores e voluntários, estiveram presentes no Palácio das Artes para a abertura oficial do programa “Biblioteca Sempre Um Papo – Ler Convivendo”, projeto de apoio a bibliotecas comunitárias de Minas Gerais.

O ponto alto do evento foi a participação da escritora Nélida Piñon, imortal da Academia Brasileira de Letras e patrona do programa deste ano. Visivelmente animada, ela falou sobre seu amor aos livros e à biblioteca. “Ler é a única alternativa dada a nossa juventude privada de educação. O jovem precisa entender que ler é uma coisa sensual, que desperta nossa imaginação”, afirmou.

Representando a Prefeitura de Belo Horizonte, o Vice-Prefeito Ronaldo Vasconcellos enfatizou a importância da Associação Cultural Sempre Um Papo para o desenvolvimento de ações de incentivo à leitura no Brasil. Para ele, a capital mineira se orgulha muito de ter em sua história um projeto vitorioso como o “Sempre Um Papo”. Na cerimônia, também estiveram presentes, o Presidente da Academia Mineira de Letras Murilo Badaró, o Prefeito de Esmeraldas Dalmo Leroy e a Gerente do Usicultura Eliane Parreiras.

Afonso Borges, Presidente da Associação Cultural Sempre Um Papo ressaltou a importância da participação dos voluntários para o funcionamento dos centros de leitura comunitários. “As bibliotecas já existem e têm um bom acervo. Nosso principal objetivo é mostrar para as comunidades a existência destes espaços e divulgar sua função”.

Pela manhã, cerca de 40 lideranças das oito bibliotecas comunitárias beneficiadas pelo projeto participaram da primeira capacitação oferecida pelo “Biblioteca Sempre Um Papo – Ler Convivendo”. Com o tema, “Contar histórias – Uma arte mágica”, professora e apresentadora de TV Rúbia Mesquita falou aos voluntários sobre a importância de se contar histórias para a formação do leitor, desde a primeira infância.