Leonardo Boff – BH – 06/12

Foto: Jackson RomanelliInfinito.
18/09/2014. Sete Lagoas. Minas Gerais. Brasil.
Frei Betto e Leonardo Boff são os convidados do Sempre Um Papo para o debate e lançamento de seus mais recentes livros. Frei Betto chega para um momento especial, período em que comemora 70 anos de vida e 60 livros publicados com os lançamentos de “Começo, Meio e Fim” (Rocco), que traz o relato da descoberta da morte, por uma menina tão meiga e doce, que costuma associar todos os membros de sua família às guloseimas que gosta de devorar. E “Reinventar a Vida” (Vozes), coletânea de textos que o autor, com olhar crítico, aborda temas como sabedoria de vida, consumismo, ecologia, conjunturas nacionais e internacionais, terrorismo, bem como perfis de amigos e conhecidos célebres. E Leonardo Boff apresenta “Francisco de Assis e Francisco de Roma – Uma Nova Primavera na Igreja?” (Mar de Ideias), que não trata de comparação, mas da constatação de uma inspiração divina. São Francisco iniciou uma Igreja que caminhava com os pobres, pela palavra do evangelho, que se revela ecológica ao chamar todos os seres de irmãos e irmãs. Esse é o modelo de Igreja que inspira Francisco de Roma; simples, evangélica, destituída de todo o aparato, e que também inclui a ética do cuidado com a vida humana e planetária.

Sempre Um Papo recebe Leonardo Boff

O Sempre Um Papo recebe Leonardo Boff para o debate e lançamento do livro “Imitação de Cristo” (Vozes). Depois da Bíblia, esse é um dos livros mais lidos por cristãos e por seguidores de outros caminhos espirituais. Por séculos, os leitores e leitoras abriam a obra ao léu e meditavam as pequenas partes que compõem cada capítulo. Como algo que vinha do Espírito Santo, as palavras respondiam às buscas de orientação, de consolo e de advertência que irrompiam da leitura. Seu autor, Tomás de Kempis, era cônego da Ordem de Santo Agostinho e durante toda sua vida dedicou-se à iniciação de jovens noviços na vida espiritual. Das conferências e dos conselhos espirituais que dispensava nasceu este pequeno livro. O teólogo Leonardo Boff retraduziu e atualizou a obra no contexto da piedade cristã, inspirado nos ensinamentos do Concílio Vaticano II. E para conferir atualidade a ela, Boff acrescentou mais uma parte sob o título Seguimento de Jesus. Este tema do seguimento traduz a tendência espiritual, nascida dos estudos bíblicos e vivida pelos cristãos e pelas cristãs engajados no mundo numa perspectiva de fazer valer os bens do Reino de Deus, que são o amor incondicional, a misericórdia, a fraternidade universal e a filiação divina oferecida a todos. O evento ocorre no dia 6 de dezembro, terça-feira, às 19h30, no auditório da Cemig, com entrada gratuita.

O novo capítulo foi elaborado utilizando a visão moderna do universo, da vida e do ser humano, com os dados mais seguros das ciências contemporâneas, sempre dentro do estilo e da mentalidade de Tomás de Kempis em sua Imitação de Cristo. Ambas as partes se completam e permitem aos leitores e leitoras uma percepção mais totalizante da presença de Deus e de sua graça entre nós.

Tomás de Kempis nasceu no ano de 1380, em Kempen, pequeno povoado da diocese de Köln, e seguiu, em 1931, o exemplo de seu irmão João, tomando o hábito dos regulares de Santo Agostinho, no Mosteiro de Santa Ana. Ordenado sacerdote em 1412, ocupou durante toda sua longa vida o cargo importante de mestre de noviços. Faleceu em 1471, na idade avançada de 91 anos, legando à posteridade, além dos quatro livros da Imitação de Cristo, muitas outras obras ascéticas, entre as quais se destacam as seguintes: Soliloquium animae, Orationes et meditationes de Vita Christi, Vita Gerardi Magni, Chronica Montis S. Agnetis, etc.

Leonardo Boff foi por mais de 20 anos professor de Teologia Sistemática no Instituto Franciscano de Petrópolis e posteriormente professor de Ética, Filosofia da Religião e de Ecologia Filosófica na Universidade Estadual do Rio de Janeiro. Foi também professor visitante em várias universidades estrangeiras. Por muitos anos coordenou as publicações religiosas da Editora Vozes e especialmente a obra completa de C.G.Jung. É membro da Iniciativa Internacional da Carta da Terra, da qual é um dos co-redatores. Em 2002 foi galardoado pelo Parlamento sueco com o Prêmio Nobel Alternativo da Paz por associar ecologia com justiça social e espiritualidade. É autor de quase cem livros, na sua maioria pela Editora Vozes.

ServiçoSempre Um Papo com Leonardo Boff
Data:  6 de dezembro, terça-feira, às 19h30. Entrada gratuita.
Local: Auditório da Cemig – Avenida Barbacena, 1200, Santo Agostinho

Informações para a imprensa: Jozane Faleiro – jozane@sempreumpapo.com.br – (31) 9 9204.6367 / 3261.1501